segunda-feira, 3 de outubro de 2016

Saudade de Mim












Houve um tempo em que eu
Nem conseguia sair da cama de tanta tristeza
Houve dias que eu achava que não conseguiria
Viver sem você
Houve dias em que eu me desesperava
Houve dias em que eu desejei morrer

Há um tempo venho percebendo
Que essa dor mudou de direção
E que hoje em dia eu não sinto mais a sua falta
Eu sinto falta de mim
Falta da bela moça sorridente
Falta dos sonhos
E da minha inocência perdida

Sinto falta de como meu coração era leve
E de como te amar era fácil
Essa época foi incrível, eu vivia nas nuvens
Acreditava em tudo
E suas palavras me soavam como a verdade do mundo

Eu confiei em você
E você abusou da minha inocência
Sinto falta de ser feliz,
E hoje a minha maior tristeza
È não ter me amado mais do que eu te amava
De não ter me cuidado tanto quanto cuidei de você
Me doe não ter me conhecido
Me doe não ter me descoberto

Depois que você me deixou fiquei perdida,
Fiquei sozinha comigo mesma
E tem sido estranho conviver com alguém que não conheço.
Mas decidi que vou me achar
Decidi que vou me amar
Decidi que vou ser feliz por mim
E pra mim
Porque eu mereço ser a pessoa
Mais importante da minha vida.

Por Luciana M. Souza

Quando tudo acabou












Quando você me deixou
Parecia que o mundo ia acabar
Parecia que tinham tirado o meu chão
Eu chorei, implorei que você ficasse
Me humilhei de uma forma que nenhuma mulher deveria

Mas eu te amava, quem poderia me julgar?
Deixei que a tristeza tomasse conta de mim
Tentei ser forte por um tempo, mas não consegui
Cada vez que você não vinha era um martírio
Cada vez que você não me ligava
Eu morria mais um pouco por dentro

Ficava me perguntando
Quando finalmente aquela dor ia ter fim
E teve...

Por Luciana M. Souza

A tempestade

















A noite sente a minha dor
A lua se esconde
E uma tempestade se aproxima
Meu humor piora
Minhas lagrimas afloram
Minha tristeza é imensa.

Uma tempestade impetuosa
Arrasta tudo a sua volta, sem piedade
Me sinto devastada e arrastada
Como uma arvore no olho do furacão

Tento me apegar a algo seguro
Tento não me afastar da realidade
Mas uma tempestade também acontece
Dentro de mim
E não sei como conte - la
Não sei como domina - la
Nada que eu seguro me prende de verdade
Sinto que nada pode me salvar dessa chuva,
Que me molha, que encharca o meu rosto
Se misturando as minhas lágrimas
Me dou conta que o melhor a fazer
È sentar e deixar passar
Cansei de lutar.

Por Luciana M. Souza

Amargura














Deixe - me aqui com a minha amargura
Deixe - me quieta
Apenas me deixe

Não quero agradecimentos
Não espero mais amor
Respeito é Utópico agora

Aonde esta o meu amor? 
Meu próprio amor?
Aonde estão meus sorrisos?
Aonde estão minhas esperanças?

Parece mesmo que estou aqui sozinha
Sozinha com a minha Angustia
Uma velha, amargurada e sozinha.

Todos sabiam que seria assim
Me avisaram
Eu não ouvi.

A sensação de estar cercada por pessoas
E estar só é imensa.
As palavras agora já não são mais coerentes
As minhas lagrimas amarguradas me destroem,
me sustentam.

Sinto que não tenho controle sobre nada
Que tudo que eu podia fazer eu fiz
Não depende mais de mim
E a culpa me consome por não poder fazer mais.
Não da mais, essa é a verdade
Não tenho mais forças.

Estou sendo levada sem reclamar pelos problemas
E tentando ficar bem anti o caos que me envolve
Tentando lidar sem sucesso com a minha amargura.

Por Luciana M. Souza

Depois de Um Tempo
















Eu queria que as coisas jamais mudassem
Queria aquele olhar de admiração como antes,
Quando eu me arrumava pra você e ouvia tantos elogios.
Como quando você me Chamava pro amor
Sem motivos, sem porquês.

Queria que o tempo não tivesse levado
Aquela paixão de você
Aquele fogo, aquela chama insaciável.

Depois de um tempo deixamos de ser namorados
E somos mais amigos, parceiros,
E eu fiquei no meio do caminho
Querendo que o tempo não passasse
Querendo ser pra você ainda sua "Gatinha"
Ainda sua menina.

Sinto que ainda não aprendi a lidar com o tempo
A lidar com essa indiferença
Eu ainda me arrumo esperando um elogio seu
Ainda faço aquele almoço que você gosta
Esperando te fazer feliz
Ainda te chamo pro amor a qualquer hora
Porque ainda sou apaixonada

E se ainda faço - te tantos carinhos
È porque ainda te tenho como namorado
Como meu menino

Sigo esperando que depois de um tempo
Não deixes de me amar
Que depois de um tempo não viremos estranhos.

Alma de Passarinho














Eu queria ser um passarinho
E subi no galho mais alto que encontrar
E vê o mundo de uma arquibancada especial
Sentir o vento passar por mim gostoso e sereno
Enxergar muito além do que os meus pequenos olhos humanos podem ver

Eu li em um livro uma vez
Que tínhamos que olhar além
Para termos uma alma crescida e elevada
Qual será o tamanho da alma de um passarinho?
Ele vê o céu em toda sua Extensão
Faz seu pouso nos mais altos montes
È o ser mais perto de Deus

Olhar além
Contemplar o que é puro
È assim que eu quero ser,
Como a alma de um passarinho.

Por Luciana M. Souza

segunda-feira, 31 de agosto de 2015

Tem dias


Tem dias que a gente só quer sumir
Hoje eu me sinto assim
Um aperto no peito
Uma tristeza tão grande
Algo ruim que cresceu
Sem porque, sem razão.

Sabe aquele dias que você bota o pé no chão e sabe: hoje não vai ser um bom dia?
E você só quer ficar na cama esperando o mal agouro passar.

Queria abrir um buraco no chão da sala e me esconder
Queria silêncio, queria solidão, ou alguém que me pegasse nos braços e me cuidasse sem pressa

Hoje eu só queria...
Ahhh! Hoje eu queria você!