domingo, 20 de dezembro de 2009

Te quero muito



Luz dos olhos seus e meus um só brilho
Um só amor, um só abrigo.

No encontro dos seus braços eu descobri “o melhor abraço”,
Encontrei o carinho e o regaço.

No toque suave dos lábios meus nos teus
Que doce ternura, doce candura de um mel tão desejado.

No arrepiar da pele, no desejo contido...tudo nos liga num só.

Meu coração enamorado pulsa forte ao som da tua voz
No tom do teu cantar
Meu passarinho colibri, o beija-flor do meu jardim.

Sombra feliz sobre o meu dia ensolarado,
Minha paz, minha mania, te adoro muito ainda.

Eu quero eternamente você em minha vida.

quarta-feira, 30 de setembro de 2009

Alguém maior que eu


Muitas coisas podem mudar nossa vida
Coisas boas e outras ruins
Mas há um momento em nossa vida
Que podemos chamar de "momento de graça".

È um momento inexplicável,
Onde você tem a plena certeza da felicidade,
De que não importa o que venha acontecer
Sua alegria e paz interior estarão intactas.

Um omento como esse é único!
È quando você pode dormir e acordar
Com um sorriso no rosto
E dar bom dia ao sol.

Um momento em que você sente vontade
De agradecer a Deus por mais um dia de vida.
Estar feliz não tem preço
E saber que alguém maior que você te ama
È bom demais!

Eu conheci alguém maior que eu
Maior que você
Maior que todos nós
Eu conheci JESUS
E o amor que vem Dele me faz a mulher
Mais feliz do mundo

È o amor mais puro e perfeito de todos
O verdadeiro amor só conheci
Quando reconheci em JESUS
Alguém MAIOR que eu.



segunda-feira, 3 de agosto de 2009

Sistema


Querem me fazer trair meus princípios
Mas eu não brinco com isso
Meus conceitos não são um mito

Querem faltar com a verdade
Maquiar a mentira
E me roubar a liberdade

Querem calar a minha voz
Dizem que o que digo é atroz
Tudo isso aprendi com meus avós

Querem puxar meu tapete
Destilar seu veneno em filete
Me matando em deleite

Querem tirar meus direitos
Com leis favoráveis a eles
Querem ensinar meus deveres

Querem barbarizar minha cidade
Me tirando a paz e a tranquilidade

Querem vendar os meus olhos
Com vendas de falsidade
Calar minha boca com o laço
Da maldade

"Quero mudança total
Uma idéia genial
A ciência e o amor
A favor do futuro
Quero claro no escuro

As mulheres pedintes perdidas
Que já quase loucaas
Dividem o frio da noite com as drags
As mães e os "carregues"

Meninas sangrando na boca
E no meio das pernas
No meio da noite
Tomando cacete
Sem dente, sem leite

Quero respeito
Os humanos direitos
Fazendo pensar nos pilates
De uma nova era
Que não seja quimera

Peço paz aos filhos de Abraão
Quero Gandhi na melhor versão

E nada vai me faltar
E nada te faltará
E nada vai me faltar
E nada te faltará "



(Partes em destaque retiradas da música
de "Ana Carolina- Nada te faltará").

Dor que renova


Dor, palavra expressada em lágrimas
Dor, que a voz não consegue calar
Dor, que o coração não pode suportar
A dor de uma saudade
A dor de uma perda
A dor de uma doença
A dor acompanhada de uma pesada condolência

A dor do nascer
A dor do crescer
A dor do morrer
Na vida há dores incuráveis
As feridas se fecham
Mas as cicatrizes são eternas
A cada dor um amadurecimento
A cada experiência uma nova dor
Uma dor de dente
Uma dor latente
Uma dor descrente
Insuportável a dor de quem esta ausente
Depois da dor
A alegria
Depois da alegria
A euforia
Depois da euforia
A calmaria
Depois da calmaria
A melancolia
Depois da melancolia
Ai só resta a antipatia
E tudo se renova
Depois de uma dor lagrimosa.






quinta-feira, 23 de julho de 2009

Tudo faz lembrar

Queria escrever algo que não me fizesse pensar em você

Mas tudo me faz lembrar você

O canto dos pássaros

O sol ao nascer

A noite chegando

A chuva fazendo barulho no telhado de casa

O uivo do vento

A doçura das palavras

A saudade dolorosa

Tudo me faz lembrar você


Eu queria escrever algo que me fizesse te esquecer

Mas os versos do meu poema só faz sentido

Quando estou pensando nas suas palavras sinceras

No seu olhar doce

No seu sorriso de menino

No calor do seu abraço


Queria que a vida tivesse brilho sem a sua presença

Que o dia ficasse mais belo sem o som da sua gargalhada

E que meu encanto não habitasse no seu carinho

Queria ficar longe

E te ignorar para sempre

Como a mazela que assola o homem enfermo

Mas você só me ensinou coisas boas

Como odiá-lo?

Você só me fez amadurecer

Como negá-lo?

Você só me fez feliz

Como não amá-lo?

terça-feira, 30 de junho de 2009

Canta o coração

A minha voz entrecortada canta uma canção calada,
Uma canção emocionada, uma canção para o seu coração sozinho.
Como eu queria que você pudesse ouvir o meu canto,
e sentisse no peito
Através dos meus acordes de paixão tudo que sinto por ti.
Ah! Se pudesses lembrar da canção que fiz para iluminar
O céu da sua noite triste.
Se ouvisses meu canto de amor, por certo lembrarias de mim.

Quando fechar teus olhos eu estarei lá, lá onde o teu coração
Não me esquece, lá onde o sentimento continua imaculado.
Meus lábios iram sorrir e verás no brilho do meu olhar
Que ainda te amo, e ainda te espero num lugar
Onde o tempo Mestre de todas as horas jamais agirá.

Tão simples como a vida

Que a vida se ilumine sob o sol dessa tarde de outono vazia
Que as folhas caiam sobre mim como um manto de Deus
E me lembre quão menina posso ser ao correr no caminho
De folhas coloridas, chutando o nada, querendo tudo, querendo o mundo.

Abraçada a uma árvore me sinto viva, o cheiro da madeira úmida
Invade meus pulmões, me sinto inebriada.
Sorrio travessa ao trepar em um galho, lá do alto me sinto
Uma gigante, a dona do céu.
Que engraçada pode ser a vida, e tão simples como uma subida
Numa árvore, difícil, mas não impossível.
Minha bicicleta cor de rosa, com cestinha e fitinhas coloridas
Me espera lá embaixo, e meu coração se enche de vontade
De uma nova aventura. Desço da árvore e sigo rumo a felicidade.
Qual é o meu destino? Pra que rotas? Deixo que a vida me leve apenas.
Pois onde eu estiver serei feliz, "bem feliz".

quarta-feira, 17 de junho de 2009

Uma balada ao nosso amor

Te olho sorrindo e pressinto que é você o
“Meu príncipe”
Uma presença constante em meus pensamentos
Doce menino que fez morada em meu coração
Peço-te seja pra sempre “Meu hospede”
Ilumine-me com seu olhar de ternura
Com a candura de tua voz me encante
Tenha-me assim como sua mulher, “Meu homem”
Cuide do meu sonhar, me proteja
Segure minha mão e num gesto de paixão
Me leve contigo para qualquer lugar
Me envolva com o doce cântico do teu mar
Me embale calmamente e sem esperar
Te amarei
Te seguirei
Aonde fores ali eu estarei
Te acalentarei sob o calor das minhas mãos
E me entregarei a ti “Meu marido”
De corpo
Alma
E espírito.

domingo, 7 de junho de 2009

SOB O CÉU ESTRELADO

Deito-me sob um céu pontilhado de estrelas e o olho com
Certa tristeza imaginado se vc estará fazendo o mesmo
Nesse momento, ou se estará em outros braços sem ao menos
Notar a beleza da lua cheia.

Deixo-me ficar na quietude da madrugada
Ali deitada imaginando-te ao meu lado contando
Historias, ou mesmo relatando sobre o seu dia.
Não preciso de mais nada a não ser ouvir sua voz
Dizendo qualquer coisa, quero apenas escutá-lo.

Te ouvir me faz bem, te sinto perto, dentro de mim
Sua aura me envolve e nem o canto dos pássaros me
Distrai nesse momento, por que nada é mais lindo
Que ouvir-te.

Assim como a lua, seu olhar brilha em minha direção
Esse olhar que é minha morada, meu aconchego.
No seu olhar eu encontro sossego.
No seu olhar eu esqueço a tristeza, o vazio,
Meu coração transborda de carinho.

Uma estrela cadente desenha o céu, e no silêncio
Da noite ouço você fazendo um pedido, mas não consigo
Discernir se foi você ou eu a pedir primeiro para que
O momento durasse para sempre.

Eu olhei pra você e você simplesmente sorriu
O sorriso de menino mais lindo que já vi
Um sorriso iluminado como a estrela mais bela do céu
Um sorriso que me faz chorar de amor
Como nesse momento, onde eu prefiro falar no presente
Sobre um passado que em meu peito jamais se apagou.

domingo, 24 de maio de 2009

Sonho de menina

Bela menina sentada sobre suas almofadas
Cor de rosa, sonha acordada
Sonha o sonho bonito de encontrar
Um louco amor
Amor diferente doce e sorridente

Amor calmo e plácido
Amor tempestuoso e enigmático
Um amor que valha a pena
Um amor sem freios e sem receios
Um amor puro, seguro
Amor perfeito, perfeito amor

Oh menina que passa com seus cabelos ao vento
Traz consigo o perfume das flores
E o encanto de uma tarde de verão
Traz em seus lábios o sorriso encantador
E o olhar doce de menina com ar sonhador

Os pés pequenos vão marcando o chão
De folhas caídas do outono
Rodopiando ao som dos pássaros
Ao som de Deus falando
“Viva doce menina
Encante os enamorados,
Alegre o coração ferido
Ofereça o seu amor ao coração apaixonado.”
Sou sonho de menina pintada no tempo sob o céu enluarado.

Não seja capa, seja conteúdo

Não seja capa, capa desbota
Rasga
Perde o viço
A cor
O encanto
Seja conteúdo, conteúdo não se modifica
Se molda para ficar melhor
Conteúdo pode ser passado a limpo e ser mais interessante
Mais rico
Mais atraente
Não seja capa, capa pode haver muitas
È comum
E cheia de características alheias
Seja conteúdo, conteúdo é exclusivo
Único e inimitável
Não seja capa, pois capa não diz o que você é
Capa pode vim maquiada de muitas cores e formas
Pode enganar os olhos de quem vê
Seja conteúdo, conteúdo é sua essência
Sua alma
Seus sentimentos expostos
Sem mascaras
Conteúdo é você, e apenas você.

Meu pensar

Cala o dia e a noite
É à hora do meu pensar
Hora do “eu” meditar
Poetar
Recitar
Sonhar

Repouso no colo do meu silêncio amigo
O silêncio que me inspira
Me reaviva
Me conduz a um mundo de paz

As palavras fluem sem receio
Sentimentos transparentes como o mar
Misteriosos como uma noite de luar
Assim sou eu, não sei explicar.

quinta-feira, 21 de maio de 2009

Invisível aos teus olhos

Eu olho pra você quero falar
Mas nada sai
As palavras não são mais coerentes
Tenho medo do que irei escutar
Tenho medo de você nem ao menos me notar

E não seria nenhum absurdo se isso viesse acontecer
Pois depois de tudo não sei se amigos devemos ser
Tudo mudou
O elo que nos unia se quebrou
Meu coração doeu quando você chorou

E da sua boca ouvi a melodia bonita
Que um dia nos emocionou
Saiu em lagrimas
Saiu chorosa aquelas doces palavras de amor
Melodia cantada na dor do adeus

È lagrima em flor a minha dor
Ao perceber que em meu peito sua frase ficou
Como tatuagem, como uma miragem, como um sonho bom
Vivido a dois, a muito ou pouco tempo quem pode entender?
No meio da noite ouço apenas você dizer:

“Saudades de quem nunca tive, mas que sempre habitou em meu coração,
Em todos os lugares que eu estive...”

Meu maior desejo? Que você seja feliz, mesmo que não seja do jeito
Que você sempre quis, afinal a vida nem sempre dança o ritimo que ditamos.
Às vezes ela mesmo escolhe a melodia que quer dançar.
Teimosa vida que insiste em nosso destino brincar.

sexta-feira, 15 de maio de 2009

UTOPIA?

Quero de volta o meu mundo simples e comum
Onde existia amor, Compreensão, Respeito, Fraternidade e Sinceridade.
Quero o orgulho pelo que é certo
Quero uma verdade limpa e não uma mentira maquiada de omissão
Quero a segurança do meu lar, o porto seguro da minha família
Quero a honestidade na política, pra que não tenha de me arrepender
Por ter votado no “fulano” que parecia ser bem intencionado
Quero sorriso sincero no rosto
Quero ouvir “eu te amo” de forma pura
Quero romance e poesia
Quero beijo molhado, abraço apertado
Quero lagrimas de felicidade
Quero alegria plena e não uma fantasia momentânea
Quero o colo de mãe, quero a benção na saída
Quero viver em um mundo onde as pessoas respeitam seus semelhantes
Quero um lugar melhor pra se viver, onde não tenha que ouvir em todo
Noticiário que estou sendo ameaçada pelo buraco na camada de ozônio,
E que eu tenho que economizar água e energia se não ficarei sem.
Quero a época dos meus avós onde água era classificada como “infinita”,
Onde o ar era mais puro e o caminho até em casa mais seguro
Quero viver em um mundo onde “SER” seja mais importante do que “TER”,
E o “CÉREBRO” seja mais importante que o “CORPO”.
Quero viver no meio de pessoas que saibam usar a própria inteligência
Utopia? Será?
Sei apenas que preciso tentar.

quinta-feira, 7 de maio de 2009

Meu mundo cor de rosa

Caminhei em meio a dor sozinha
Me perdi em sentimentos tolos e momentos não resolvidos
Por um momento tudo parecia perfeito
A lua brilhava no céu
As estrelas estavam tão lindas

Eu tanto te quis e nada fiz
Pra tê-lo aqui
Deixei que a dor de não poder confiar
Em quem sempre acreditei me amar
Me deixasse sem chão
Socorro “perdi meu coração”

O mundo era tão cor de rosa
As flores, tulipas amarelas
As minhas preferidas
Enfeitavam o jardim da minha vida
Meu dia era de risos
E um lindo sol me aquecia
No fim das tardes frias
Mas tudo se acabou

Meu mundo cor de rosa desabou
Perdi minhas asas
O anjo querubim um tombo levou
E a alegria que havia em meu riso
Deu lugar a soluço aterrador

Se minha vida fosse um filme de terror
Se chamaria “O meu mundo desabou”.

Folhas amarelas

Meu doce amante
Nas madrugada entenda que só quero a sua companhia
Quero que leia as minhas poesias
Que sinta o sal das minhas lagrimas
E a doce emoção do meu sorriso
Que sinta minhas dores
Meu sofrer
Que sinta minha paixão
E as batidas do meu coração
Que fiquem escritas em ti meus sentimentos
Meu lamento e minha dor
Meu caderno, meu amante, companheiro,
Que abriga em ti palavras tão doces,
Tão tenras, tão saudosas e por vezes tão serenas.
De folhas já amarelas você sempre anda comigo
Guarda em ti minha inspiração
E meus momentos de pura loucura,
Quando sinto, quero, desejo, anseio, deliro,
Choro, riu, me alegro, entristeço, me prostro,
Levanto, caiu, me ergo, retrocedo, procedo, caminho,
Emudeço, penso, relembro, recordo, discordo, protesto,
Viajo, regresso, me perco, me acho, me encontro, me deito,
Levanto, amo, odeio, magoou e me envolvo em alucinantes
Sentimentos é em ti que deposito todo meu poetar.
Em você adorável folha amiga que recrio o que não consigo expressar,
O que não consigo falar.
Em você eu me acho, em você é certo meu regresso, meu encontro
Com o coração é sincero, é honesto, em você tudo fica claro.
Minha adorável folha amarela que guarda de forma tão bela
A alma dessa doce poeta.

sábado, 18 de abril de 2009

O CORAÇÃO

Às vezes o coração se cansa
Cansa de lutar
Cansa de sofrer
Cansa de sonhar

Às vezes o coração só quer sossego
O coração só quer deitar no ombro
Do amor e pedir colo
E assim ficar calado sem nada exigir
Sem nada cobrar
Sem nada esperar

Às vezes o coração só quer paz
A paz de estar tranqüilo
A paz de estar sem mágoa
A paz de estar sorrindo

Às vezes o coração só quer ser feliz
E quando o coração esta feliz
O sorriso é visível
O olhar é brilhante
Os gestos são bonitos
As palavras são seguras

Meu coração esta feliz, feliz por um amor
Feliz por seu amor.

domingo, 8 de março de 2009

TARDE LEMBRANÇA

Sentada num sofá sozinha num canto da sala as lembranças me dominam como um sol de verão, com um sorriso distendido nos lábios eu sou a face da saudade. Tenho nos olhos o brilho da alegria, alegria de momentos tão felizes, de momentos marcantes e inesquecíveis, momentos que ficaram para trás. Recostada numa almofada cor de rosa deixo que minha mente te busque entre sonhos de mulher um dia apaixonada, um dia sonhadora, um dia enamorada. Minhas lembranças são sonhos que não me fazem mais chorar, são sonhos que me fazem agradecer por ter sido tão feliz. Não lamento nada que fiz, nem mesmo o que deixei de fazer, pois se não fiz talvez não era pra ser feito...deixei que a ilusão desse lugar aos doces risos nossos, os doces olhares, doces palavras, doces momentos de felicidade, doces lágrimas de emoção, doce paixão.
Sentada num sofá sozinha num canto da sala me pergunto se algum dia serei capaz de esquecer suas lembranças, nossas lembranças.
Amigos sempre seremos, os melhores do mundo, apoio sempre nos daremos como bons portos seguros que sempre fomos e carinho de mim sempre terá porque parte de mim você sempre será.